Dica 4

Mudanças significativas na rotina e no trabalho on-line também prejudicam a saúde daqueles que ensinam. Neste artigo, quatro autores convidam seus leitores a explorar medidas que podem ajudar você a continuar desenvolvendo seu trabalho sem descuidar de seu bem-estar pessoal.

Clique nos "+" para expandir e ver as dicas por completo.

Então, você também tem se cuidado?

Começando

  • Reconheça que existem muitas coisas diferentes que podem afetar o bem-estar do professor. Isso inclui estresse e ansiedade, problemas de saúde física, equilíbrio entre vida pessoal e profissional e segurança financeira ou profissional. Os professores podem experimentar alguns ou todos esses itens de maneiras diferentes em momentos variados de sua carreira.
  • Cada pessoa é única! Alguns indivíduos descobrirão que coisas diferentes funcionam para ajudá-las a manter o equilíbrio - experimente várias abordagens para melhorar o seu bem-estar e incentive os outros a fazerem o mesmo.
  • Pode ser útil pensar em cuidar de nosso próprio bem-estar como sendo parte integrante de nosso trabalho. Temos a responsabilidade de cuidar de nós mesmos todos os dias. Agendar um horário para fazer isso pode ser uma boa abordagem.
  • Concentre-se no que está sob seu controle - pode ser útil fazer duas listas: o que o preocupa que está fora de seu controle e o que está sob seu controle. Para coisas sob seu controle, decida o que (se houver alguma coisa) você precisa fazer para melhorar a situação.

Gerenciando o estresse e a ansiedade

Gerenciar o estresse e a ansiedade pode ser um dos maiores desafios para o bem-estar do professor.

Aqui estão algumas ideia que podem ajudar a diminuir seus níveis de estresse:

  1. Encontrar maneiras de acalmar o corpo pode ajudar algumas pessoas - por exemplo, usar técnicas de respiração ou meditação. Outros acham que ser muito ativo e "manter-se ocupado" pode interromper os sentimentos negativos e reduzir os níveis de estresse. Experimente e descubra o que funciona para você.
  2. Para quase todas as pessoas, o movimento físico e os exercícios são muito importantes. Agendar um horário para isso ajudará a garantir que você se lembre de se movimentar! Pense nisso como um "movement snacking"! Se você estiver trabalhando em uma mesa ou computador por longos períodos, certifique-se de fazer uma pausa das tela a cada 60 minutos, pelo menos, levantando da mesa e afastando os olhos do monitor.
  3. Encontre uma atividade de que goste e que seja completamente separada do trabalho - pode ser cozinhar, fazer artes e artenasato, um novo esporte, conversar com amigos por telefone, etc.
  4. Descobriu-se que fazer coisas pelos outros também ajuda a administrar o estresse pessoal de cada um. Ajudamos as pessoas todos os dias com nosso ensino, mas há outras pessoas que você pode apoiar?
  5. Mantenha um diário das coisas que correram bem no seu dia - tente anotar entre uma e três coisas a cada dia. Isso o ajudará a se concentrar em coisas positivas, em vez de negativas.

Gerenciando o equilíbrio entre vida pessoal e profissional ao ensinar remotamente

Gerenciar o equilíbrio entre vida pessoal e profissional é difícil até nos melhores momentos, mas fica ainda mais quando estamos trabalhando remotamente e a linha entre a vida doméstica e os locais de trabalho se torna confusa.

No entanto, existem algumas coisas que podem ajudar:

  1. Tente ser claro sobre suas horas de trabalho e siga-as à risca. É muito fácil continuar trabalhando em casa, mas isso pode levar a um aumento do estresse a longo prazo.
  2. Configure um local designado para o trabalho, mesmo que seja apenas um canto da sala ou a extremidade de uma mesa. Ao terminar o trabalho todos os dias, arrume suas coisas e "feche" o espaço. Isso o ajudará a separar o trabalho do resto da vida doméstica, tanto mental quanto fisicamente.
  3. Estrutura e rotinas podem ser muito úteis, especialmente para iniciar e terminar o dia.
  4. Normalmente, quando estamos trabalhando em uma escola ou faculdade, temos um deslocamento diário no início e no final do dia. Isso também ajuda a separar a vida profissional da vida doméstica. Enquanto trabalhamos remotamente, não temos tempo e espaço para nos mover entre o trabalho e casa. Se possível, tente recriar isso fazendo alguma atividade física, como uma caminhada, dentro ou perto de sua casa no início e no final do seu dia de trabalho.
  5. Se você tem filhos ou família em casa, pode ser útil deixar claro que você está disponível para interrupções durante o dia de trabalho. Por exemplo, se você estiver ensinando ao vivo on-line, eles precisam saber que não podem interromper, mas se você estiver corrigindo provas ou planejando aulas, eles podem fazer perguntas rápidas. Deixe claro em que nível de concentração você está trabalhando ao longo do dia.
  6. Seja claro com adultos e alunos em relação a quando você está disponível para receber e-mails ou telefonemas. Se você começar a responder às perguntas fora do horário normal, poderá criar um hábito negativo.
  7. Algumas pessoas entendem que gastar cinco minutos no final de cada dia, para fazer uma lista do que precisam fazer no dia seguinte, pode ajudá-las a desligar a cabeça do trabalho. Experimente e veja se funciona para você.

Coisas para se ter em mente

  • Somos todos diferentes: lembre-se de que o que ajuda você a melhorar seu bem-estar não funcionará necessariamente para outra pessoa e vice-versa.
  • Não desista: algumas pessoas precisam tentar muitas coisas diferentes antes de descobrir o que funciona. Lembre-se de ser curioso e continuar experimentando - seu bem-estar é importante para você, seus alunos, seus amigos e sua família!
  • Compartilhe ideias de bem-estar com seus alunos: eles podem achar algumas sugestões úteis.

Autores: Amy Lightfoot com ideias de Karen Waterston, Clea Thompson e Marcus Morgan.

Fique por dentro

Gostou de receber essas dicas? Fique por dentro de todas as novidades de New Ways of Teaching assinando nossa newsletter.

External links