Dica 3

Uma das soluções para gestores escolares, criadores de políticas públicas e professores terem uma alternativa para o ensino presencial é a criação de programas de ensino em plataformas ou canais audiovisuais.

Veja aqui como estruturar aulas simples nestes meios de comunicação com a ajuda de Amy Lightfoot.

Clique nos "+" para expandir e ver as dicas por completo.

Ensine inglês no YouTube ou na TV

Começando

  • Em alguns países, existem canais de TV estabelecidos especificamente para conteúdo educacionail. Alternativamente, existem também horários definidos durante o dia em que esse conteúdo é transmitido por outros canais de TV. Informe-se sobre esses pontos em sua realidade local para entender melhor como você pode contribuir com seu conteúdo e habilidades.
  • Se você está pensando em usar o YouTube, crie um canal próprio (veja mais em "External links").
  • Lembre-se que você tem a opção de fazer aulas ao vivo (como em lives, por exemplo) e também ter conteúdos pré-gravado disponível.
  • Tenha clareza em relação ao que as aulas vão fazer, sabendo, por exemplo, se elas devem se concentrar na revisão do conteúdo visto anteriormente  ou na introdução de novos conceitos. Isso afetará a forma como você projeta seu conteúdo.
  • Observe o currículo que os alunos precisam seguir -  como o currículo nacional de seu país ou o programa específico do livro didático. Planeje suas aulas de acordo.
  • Pense em quem é o seu público-alvo - qual faixa etária você espera que acompanhe seu trabalho? Você precisa criar aulas para grupos de diferentes idades ou de diferentes níveis de conhecimento e habilidades? Quanto mais focado e delimitado de acordo com o público ele for, melhor será o seu conteúdo.
  • Decida qual tecnologia você precisa usar. Você só precisa escrever os roteiros das aulas para outra pessoa apresentar ou precisa gravá-los também? Se você estiver gravando, verifique questões como as dos formatos de arquivo de vídeo ou quanto a qualidade do serviço de transmissão exige de você.
  • Tenha uma estrutura para suas aulas - um começo, meio e fim - mas também varie os tipos de entrada e as atividades para manter seus alunos envolvidos. Se você tiver acesso à internet, assistir a alguns exemplos de pessoas ensinando inglês no YouTube pode lhe dar algumas ideias para suas aulas. Lembre-se de que você precisará equilibrar a apresentação do novo idioma com oportunidades para que os alunos pratiquem ou revisem o que aprenderam.

Apresentando novo idioma e conteúdo

  • Seja claro sobre qual idioma ou habilidades você vai abordar durante cada lição.
  • Contar histórias é um ótimo ponto de partida para introduzir um novo idioma e praticar as habilidades de Listening dos alunos. Se possível, você também pode mostrar algum texto na tela.
  • Experimente apresentar um novo idioma por meio de imagens ou ações, evitando longas explicações.
  • Se todos os seus espectadores compartilharem uma língua materna comum, use essa língua para explicar alguns conceitos ou vocabulário-chave.
  • Convide amigos ou familiares para ajudar a ilustrar a linguagem. Faça entrevistas curtas ou encene alguns diálogos com eles. Peça aos espectadores para ouvir as palavras-chave ou responder a perguntas de compreensão nos comentários, colaborando com seu engajamento.
  • Tente filmar em locais diferentes para mostrar contextos novos e variados - a vantagem de filmar algumas de suas aulas é poder mostrar a linguagem sendo usada em muitas situações da vida real.

Practising and revising new language and skills

  • Use seu tempo em aulas ao vivo para se concentrar na parte prática de ListeningSpeaking tanto quanto possível. Incentive os alunos a repetir palavras e frases e a responder perguntas em voz alta, bem como escrever comentários e sanar quando precisarem.
  • Tente incluir questionários divertidos durante as aulas - os alunos podem acumular pontos por meio deles.
  • Você pode definir tarefas no final da lição para os alunos fazerem em casa. Dê instruções claras. Se possível, forneça uma maneira para que eles compartilhem o trabalho realizado.
  • Descubra se existe uma forma de proporcionar atividades extras, distribuindo uma publicação ou em um jornal. Lembre-se de que o conteúdo pode ser distribuído como PDFs por meio de serviços de mensagens móveis, como o WhatsApp, se não for possível enviar cópias impressas ou compartilhar on-line.

Filmando e editando o conteúdo

  • Tente filmar suas aulas diante de um fundo colorido e atraente. Você pode incluir objetos reais ou até mesmo fantasias durante a filmagem para torná-la mais interessante.
  • Para os alunos mais jovens, os fantoches também podem ajudar a tornar as aulas mais envolventes.
  • Certifique-se de que a iluminação é boa. Evite ter luz atrás de você. Se você estiver falando diretamente para o público, olhe diretamente para a câmera enquanto fala.
  • Use um quadro para mostrar a linguagem escrita e as explicações, ou faça com que as palavras apareçam na tela. Certifique-se de que a escrita esteja clara e grande o suficiente para ser vista.
  • Lembre-se de incluir "tempo de espera" quando estiver ensinando ao vivo - isso significa tempo para  que os espectadores respondam às perguntas que você fez ou para repetir a linguagem que você apresentou.
  • Por exemplo, você pode dizer: "OK, crianças, vamos brincar com um jogo. Você está pronto? [espere] Não consigo ouvir vocês! Você está pronto? [espere] Sim! Eu também estou pronto. Vamos brincar!" ou "OK, vou te dar 20 segundos para pensar no máximo de palavras que conseguir para descrever as partes do corpo. Pode ir [Então espere 20 segundos antes de continuar]".

Coisas para se ter em mente

  • Problemas de direitos autorais (copyright issues): você pode querer usar algum conteúdo de vídeo ou ler um livro em voz alta como parte da aula de TV. Verifique cuidadosamente quais restrições de direitos autorais existem para qualquer conteúdo que você não desenvolva totalmente por conta própria.
  • Tornando as aulas interativas: combinando as aulas com outras tecnologias, você pode receber feedback e respostas dos alunos. No YouTube, você pode usar a função de comentários ou configurar um grupo no Facebook para quem te acompanha. Na TV, os responsáveis pela transmissão podem configurar uma linha direta para que os alunos possam fazer suas perguntas. Você também pode fornecer um número de telefone para SMS ou chamadas, que podem ser recebidas pelo professor ao vivo no ar.

Sobre a autora

Amy Lightfoot tem mais de 20 anos de experiência no campo educacional, com enfoque no Sul da Ásia e no desenvolvimento de professores.

Fique por dentro

Gostou de receber essas dicas? Fique por dentro de todas as novidades de New Ways of Teaching assinando nossa newsletter.

External links