O desenvolvimento culturalmente sustentável reúne dimensões econômicas, sociais e ambientais e destaca a importância do crescimento, da equidade e do valor da cultura. Reconhecendo o papel da cultura como facilitadora e agente de mudança para o desenvolvimento sustentável, o British Council anuncia que receberá candidaturas para o processo seletivo do Programa Cultura Circular 2024. 

O Cultura Circular, uma iniciativa do British Council, foi desenvolvido na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Jamaica, Trinidad e Tobago, México, Peru e Venezuela. Essa iniciativa visa aprimorar o intercâmbio artístico entre os países da América Latina, Caribe e o Reino Unido, fortalecendo a oferta de festivais culturais e promovendo o desenvolvimento de uma cultura sustentável. Além de fornecer recursos financeiros, o Cultura Circular oferece treinamento para profissionais do setor cultural, buscando impulsionar a profissionalização do setor na América Latina e no Caribe. Um dos principais componentes desse programa de capacitação é a colaboração com especialistas do Reino Unido, que compartilham conhecimentos sobre práticas de gestão cultural sustentável. Isso permite que os gestores de festivais adquiram habilidades e conhecimentos para integrar princípios de sustentabilidade em suas práticas de gestão, contribuindo para um setor cultural mais robusto e responsável. 

O Fundo de Cultura Circular concede um total de £350.000 (GBP) e destina-se a festivais culturais e artísticos - tanto presenciais quanto digitais - que ocorrem nos países mencionados anteriormente, e têm interesse em realizar colaborações, exposições artísticas ou atividades de treinamento com profissionais britânicos, além de promover uma mudança de atitudes, narrativas e práticas relacionadas à cultura sustentável. 

O programa reforça a nossa aposta na promoção dos festivais, reconhecendo a sua importância na dinâmica das cidades e na promoção da criação artística contemporânea e na expansão de práticas sustentáveis, promovendo sempre: 

  • O intercâmbio entre artistas, criadores e gestores locais 
  • Acesso público à artistas/criadores/pesquisadores/cientistas internacionais 
  • Oportunidades para fornecer competências técnicas para o desenvolvimento sustentável através de capacitações 
  • Desenvolvimento de redes de conhecimento 
  • Intercâmbio cultural global 

Você perdeu nossa sessão de perguntas e respostas? Assista aqui:

Requisitos para ser beneficiário dos fundos da Cultura Circular

  1. A proposta deve demonstrar um compromisso com a implementação de práticas sustentáveis que reduzam o impacto ambiental do festival.
  2. É obrigatória uma parceria com um parceiro do Reino Unido (Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte, País de Gales), e uma carta de intenção de colaboração deles deve ser incluída na solicitação. É responsabilidade do solicitante do festival entrar em contato e chegar a um acordo com o parceiro britânico. O British Council não mantém um diretório central de artistas, e os festivais têm a liberdade de se aproximar de artistas ou organizações relevantes. No entanto, aqui você pode encontrar dicas sobre como encontrar esse parceiro.
  3. O parceiro britânico deve contribuir ativamente para as atividades do festival, como apresentações, palestras, workshops, etc. O grau de participação dependerá da natureza da atividade planejada dentro do festival.
  4. Os projetos propostos podem ser multidisciplinares, abrangendo pelo menos uma das disciplinas mencionadas na convocatória (artes visuais, artes digitais, cinema, dança, arquitetura, design, moda, literatura, música ou teatro).
  5. Apenas pessoas que possam emitir recibos de impostos e cuja atividade principal esteja relacionada à área cultural do produto principal apresentado na proposta podem participar. Por favor, revise o documento com considerações específicas para o seu país.

Novidades! Nossas categorias agora levam em consideração o tamanho da audiência

Um dos principais objetivos do programa é capacitar os gestores de festivais em práticas sustentáveis. Este ano, estamos adotando uma nova abordagem para garantir uma distribuição mais equitativa dos fundos, focando no alcance do festival. Nossas categorias agora consideram o tamanho do público, seja presencial, online ou uma combinação de ambos.

Grupo 1 (Categorias A a F): festivais com até 10.000 participantes e solicitando até R$78 mil

As propostas de festival neste grupo devem incluir uma colaboração artística com o Reino Unido e um compromisso de participação nas atividades de capacitação e orientação fornecidas pelo programa. Embora seja desejável demonstrar iniciativas para melhorar as práticas sustentáveis para os festivais que buscam financiamento nesta categoria, não há um requisito específico para alocar uma certa porcentagem dos fundos recebidos para tais atividades. Estas podem ser propostas que podem ser trabalhadas com os mentores da Cultura Circular para implementação no futuro.

Grupo 2 (Categorias G e H): festivais com mais de 10.000 participantes e solicitando de R$98 mil a R$130 mil

As propostas dentro deste grupo devem incorporar uma colaboração artística com o Reino Unido e um compromisso de participação nas atividades de capacitação e orientação oferecidas pelo programa. Além disso, os festivais nesta categoria devem destinar 20% de seus fundos para operações sustentáveis, como: transporte, alimentação, água, energia, gestão de resíduos, biodiversidade local, qualidade do ar ou iniciativas de marketing responsável.

Atividades 2024/25 Descrição
Data de início da chamada 22 de abril de 2024
Data de encerramento da chamada 31 de maio de 2024
Anúncio dos festivais selecionados 20 de junho de 2024
Transferência de fundos Até 90 dias após o anúncio dos festivais selecionados