O que mais faz você gostar de trabalhar aqui?

Em primeiro lugar, de interagir com uma rede global de pessoas, profissionais e especialistas de áreas variadas de distribuição de testes, inglês, artes e da sociedade.  A enorme diversidade de culturas, práticas e ideais é impressionante.   Na minha região, a América, a diversidade de países e histórias de pessoas que trabalham no British Council é muito enriquecedora.  Muitas vezes, preciso parar para pensar na profundidade e na beleza dos meus encontros e experiências com as pessoas e os parceiros com quem trabalho e colaboro.

E, acima de tudo, vejo resultados concretos do meu trabalho na vida das pessoas e na criação de oportunidades não apenas no meu país, mas por vezes, em todo o Caribe, a América e o mundo.  É muito gratificante ajudar as pessoas, com o meu trabalho, a conquistar uma qualificação no Reino Unido que ajude a elas, suas famílias e gerações futuras a ter autonomia financeira e mais informações.

Da mesma forma, às vezes me emociono quando vejo um adolescente em situação de risco desabrochar em uma sessão de teatro de rua e me impressiono pelos laços artísticos criados entre facilitadores e participantes de um workshop.

Meu trabalho é multidimensional e multifacetado.

Por que se candidatar a uma vaga nesta organização?

Se você quer viver uma jornada pessoal fascinante e gratificante, lutando para melhorar a vida das pessoas por meio do compartilhamento e da divulgação das melhores práticas do Reino Unido, você precisa vir para o British Council.  

Você será desafiado a criar soluções inovadoras para desafios únicos e a usar seus conhecimentos estratégicos, financeiros e de comunicação e recursos humanos para criar e implementar estratégias que transformam e melhoram a qualidade de vida das pessoas.  

Qual foi o principal motivo pelo qual entrou na organização?

Acredito que todos devemos deixar o espaço onde chegamos melhor do que o encontramos.  

Eu tinha uma carreira de sucesso no setor bancário e queria usar meus conhecimentos e experiências para enriquecer a vida das pessoas mais carentes e vulneráveis. Me interessei porque o trabalho e os valores do British Council estão bem alinhados com a minha filosofia de vida e porque o British Council permitiria que eu melhorasse a vida das pessoas e, ao mesmo tempo, usasse minha formação no Reino Unido com foco e propósito.

Descreva a cultura do British Council com três palavras:

Dinâmica, dedicada e global

O que motiva você a ir sempre além do esperado no trabalho?

O retorno que recebo das pessoas para quem “criei oportunidades” é uma lição de humildade e inspiração.  Quando alguém que terminou um curso ou participou de um programa depois de fazer um teste expressa sua gratidão por uma oportunidade que nunca teria imaginado, é um incentivo muito forte para continuar lutando por influenciar a vida de mais pessoas de maneira positiva.

Já vivi muitas experiências em que me questionei se estava fazendo a diferença ou influenciando a vida do grupo-alvo e, de repente, chega alguém e comprova tudo isso com uma simples palavra de agradecimento ou “você fez a diferença” que me motiva a lutar para fazer ainda mais.  

Quando entrei para o British Council, há dois anos e meio, tinha que explicar para as pessoas o que era a organização...agora, é gratificante ouvir os comentários das pessoas sobre experiências positivas que elas, sua família ou seus amigos tiveram em um teste conduzido pelo British Council.  Isso significa que estamos fazendo um bom trabalho e devemos continuar lutando pela excelência.