Pauline Olea Chile EYLC Senior Teacher

O que mais faz você gostar de trabalhar aqui?

O que eu mais gosto no meu trabalho com o British Council é aprender algo novo com meus colegas e comigo mesma todos os dias. Eu sou sempre incentivada a melhorar não só as minhas habilidades profissionais como também as pessoais, além de mudar minha visão do mundo e dos problemas que enfrentamos como sociedade. Gosto muito de, por estar dentro da organização, ter que pensar globalmente e olhar para os problemas sob uma perspectiva diferente para criar soluções que fogem dos padrões.

Por que você aconselharia alguém a trabalhar conosco?

Eu recomendo que as pessoas trabalhem para esta organização pois ela estimula seu pensamento crítico, desenvolve sua capacidade de resolver problemas e faz você se sentir parte de uma organização onde os funcionários podem trazer novas ideias e pontos de vista para várias operações.

Na sua opinião, quais são as melhores qualidades da empresa que devemos cultivar?

A melhor qualidade do British Council é a flexibilidade para se adaptar às mudanças e manter a positividade. Nesta época em que a única constante é a mudança, ter uma equipe forte e resiliente, que sabe encarar e tirar o melhor da mudança, é essencial.

Descreva nossa cultura com três palavras:

Criativa, resiliente e trabalhadora.

Qual foi o impacto que o British Council teve na sua carreira?

Trabalhar para o British Council teve um impacto enorme na minha carreira. Não só pelo prestígio de pertencer a esta organização global, mas pela maneira em que ela mudou minha forma de pensar sobre minha experiência profissional e a maneira como trabalho. Agora, em cada aspecto da minha área de trabalho, levo em conta: inclusão, diversidade, igualdade e o impacto do ensino e de oportunidades de empreendimento para outras pessoas. Isso fez eu mudar de opinião em muitos aspectos da minha vida profissional e pessoal.

O que motiva você a ir sempre além do esperado no trabalho?

 

Acho que motivação é algo muito individual (e parte da minha alma), mas o que me faz ir além das expectativas das minhas funções é me sentir valorizada e ouvida dentro da organização. Receber retorno constantemente me incentiva a melhorar meus pontos fracos e me sinto apoiada pelo grupo com quem convivo diariamente. Isso me dá vontade de trabalhar ainda mais os meus pontos fortes para inovar e obter resultados cada vez melhores.